Biologia do desenvolvimento

Biologia do desenvolvimento é o estudo do processo pelo qual animais e plantas crescem e se desenvolvem.

É a disciplina da biologia que estuda o desenvolvimento dos seres vivos em suas diversas fases. Abrange o crescimento, diferenciação celular e a morfogênese.

Biologia do desenvolvimento

Embriologia animal

A biologia do desenvolvimento engloba também a biologia da regeneração, reprodução assexuada, metamorfose, crescimento e diferenciação de células estaminais no organismo adulto.

A embriologia é um campo da biologia do desenvolvimento que estuda o desenvolvimento desde a formação do zigoto até o fim do desenvolvimento embrionário.

Diferenciação celular Biologia do desenvolvimento

A diferenciação celular é o processo pelo qual diferentes tipos celulares funcionais surgem no desenvolvimento.

Mitose
Mitose. By Doc. RNDr. Josef Reischig, CSc. (Author’s archive)

Neurônios, fibras musculares e hepatócitos (células hepáticas) são tipos bem conhecidos de células diferenciadas.

Células diferenciadas geralmente produzem grandes quantidades de algumas proteínas que são necessárias para a sua função específica e isso lhes dá a aparência característica que lhes permite ser reconhecido sob o microscópio. Os genes que codificam estas proteínas são altamente ativas. 

Regeneração Biologia do desenvolvimento
planárias - Biologia do desenvolvimento
Planárias podem ser encontradas em ambientes terrestres, marinhos e de água doce. by antmaro

Regeneração indica a capacidade de regenerar uma parte ausente. Isto é muito comum entre as plantas, que mostram crescimento contínuo, e também entre os animais coloniais, como hidróides e ascidias.

Mas a maior parte do interesse de biólogos do desenvolvimento tem sido mostrado na regeneração de partes de animais vivos.

Em particular quatro modelos têm sido objeto de muita investigação.

Dois deles têm a capacidade de regenerar corpos inteiros: Hydra, que pode regenerar qualquer parte do pólipo de um pequeno fragmento. E a planária, verme de corpo mole pertencente ao filo dos Platelmintos, que geralmente podem regenerar cabeças e caudas.

Desenvolvimento embrionário de animais Biologia do desenvolvimento

Sistemática

O desenvolvimento embrionário (ou embriogênese) é o conjunto de transformações que decorrem desde a fecundação até ao nascimento. Durante o desenvolvimento embrionário distinguem-se diferentes fenômenos que são idênticos para as diferentes espécies: a multiplicação celular, os movimentos morfogenéticos e a diferenciação celular.

Nos vertebrados este desenvolvimento é contínuo embora seja possível distinguir três fases distintas: segmentação, gastrulação e organogênese.

O início do desenvolvimento

O espermatozóide e o ovo se fundem no processo de fertilização para formar o zigoto. Este sofre um período de divisões para formar uma esfera ou folha de células semelhantes chamadas blástula.

Essas divisões celulares são geralmente rápidas, sem crescimento, de modo que as células filhas são metade do tamanho da célula-mãe e todo o embrião fica aproximadamente do mesmo tamanho. Este processo é chamado de clivagem.

Metamorfose Biologia do desenvolvimento

metamorfose - Biologia do desenvolvimento

Metamorfose ou alomorfia é uma mudança na forma e na estrutura do corpo (tecidos, órgãos), bem como um crescimento e uma diferenciação, dos estados juvenis ou larvares de muitos animais, como os insetos e anfíbios (batráquios), até chegarem ao estado adulto.

Depois do nascimento, os animais podem sofrer dois tipos de desenvolvimento: direto, ou indireto.

No desenvolvimento indireto os animais que nascem diferem significativamente da forma adulta, assim os indivíduos passam pela metamorfose. Já no desenvolvimento direto, os animais já nascem com a forma definitiva, pois são muito semelhantes aos adultos, como por exemplo o ser humano.

Comentários do Facebook